sábado, 31 de dezembro de 2011

Brasil inicia adoção de padrão internacional de classificação hoteleira

sistema classificacao hoteleira Brasil SBClass
Ilstração: piscina do hotel Hilton Sandton
Um dos questionamentos mais freqüentes dos clientes de eventos corporativos pode estar com os dias contados. Com a implantação do Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem – SBClass, poderá ser facilmente identificada a categoria real do hotel onde serão hospedados os convidados de um determinado evento.

A dificuldade atual encontra-se no fato de que as licitações governamentais utilizadas como base para a contratação de empresas de eventos costumam estabelecer preços diferenciados para as variadas categorias hoteleiras, mas, na prática, fica difícil determinar a real categoria de um hotel.

Na espera de uma regulamentação oficial, clientes e prestadores de serviço vêm determinando as categorias dos estabelecimentos tomando como padrão as informações fornecidas pelos próprios hotéis, divulgadas no seu site, nos documentos oficiais ou constantes na recepção do estabelecimento. Mas esta espécie de “auto-classificação” nem sempre é aceita de bom grado.

O novo sistema que começa a ser implantado no Brasil adota a conhecida simbologia das estrelas, numa escala que varia de uma a cinco. Serão objeto de classificação sete tipos de empreendimentos: hotel, resort, hotel-fazenda, cama e café, hotel histórico, pousada e flat/apart hotel.

A classificação terá duração de 36 meses, e será realizada tomando como base padrões e normas de qualidade, eficiência e segurança na prestação dos serviços turísticos. O Ministério do Turismo e o Instituto Nacional de Metrologia e Qualidade Industrial – Inmetro, serão os órgãos responsáveis pela classificação.

A maior dúvida que resta agora resulta da forma de adesão a este procedimento, pois o mesmo não será obrigatório. De qualquer maneira, a utilização do símbolo, de acordo com a portaria já publicada, será exclusiva dos empreendimentos submetidos ao processo de classificação, e nada impede que, no futuro, apenas hotéis que aceitaram se submeter à classificação oficial possam ser contratados para prestar serviços a instituições públicas.

gerente eventos Pablo Sainz Fuentes

O Programa Bem Receber Copa e a Indústria de Eventos

programa bem receber copa mundo futebol mega eventos Brasil
O Programa Bem Receber Copa vinculado ao segmento de negócios e eventos é uma parceria do Ministério do Turismo com a ABEOC (Associação Brasileira de Empresas de Eventos), CBCVB (Confederação Brasileira de Conventions & Visitors Bureau), ABRACCEF (Associação Brasileira de Centros de Convenções e Feiras) e AMPRO (Associação de Marketing Promocional).

Atualmente, a indústria de eventos no Brasil é responsável por 727.624 empregos diretos e terceirizados e, conforme os padrões deste setor que considera três empregos indiretos para cada direto e terceirizado, pode-se afirmar que o setor de eventos no país gera 2.910.496 empregos.

Para atingir o salto de qualidade profissional e atender os mais de 870 mil visitantes estrangeiros esperados para a Copa do Mundo de 2014, é preciso ter foco no planejamento, criatividade e inteligência no segmento de eventos, atribuições altamente exigidas do profissional de eventos.

Com o slogan “O Sucesso do Brasil na Copa está em Nossas Mãos”, o Programa Bem Receber Copa abrange também outras áreas além de Negócios e Eventos, como os segmentos de Alimentação, Transporte, Receptivo, Hospedagem e Entretenimento.

O programa está sendo implementado em parceria com entidades integrantes do Conselho Nacional de Turismo (CNT) e pretende qualificar ao todo 306 mil profissionais do turismo até 2013, com metodologia adotada pelo MTur, em cursos presenciais e a distância.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Reencontros: uma modalidade de eventos que não pára de crescer

revista Eventos Corporativos Feira & Cia
Foto tomada de
www.pressclub.com.br


A mais recente edição da revista Eventos Corporativos, do grupo Feira & Cia, traz uma entrevista interessante sobre um tipo de evento muito particular: os reencontros de ex-colegas de turmas.

O entrevistado, Maurício Abdalla (foto), conta detalhes sobre os seus vinte anos à frente da Convivium Eventos, empresa especializada na organização de reencontros de turmas de colégios, universidades e outras instituições.

Abdalla explica as transformações ocorridas no últimos tempos com as novas tecnologias e buscas virtuais. Segundo ele, "a forma de realizar este tipo de encontros não mudou, o que mudou foi a tecnologia".

Quando começou a trabalhar nesse setor, todo o levantamento era feito por telefone e por convites impressos. Imaginem quantas ligações foram necessárias para encontrar o advogado José da Silva, da turma de Direito de 1971 da Faculdade de Direito de Guarulhos: 250 ligações!

Mas a tecnologia trouxe recursos que vêm facilitando em muito o trabalho de localização. A média atual é de 10 a 20 ligações por pessoa - conta Abdalla. Utilizando diversas formas de pesquisa, hoje a taxa média de localização é de 90%.

Segundo o entrevistado, nos encontros de turmas o principal atrativo é rever os colegas, matar a saudade, aproveitar as oportunidades que surgem, fazer uma comparação de como estão uns perante os outros e, principalmente, contar com alguns momentos de recordação e felicidade. A festa em si é apenas um complemento, uma forma de atrair os velhos colegas. 

Leia a entrevista completa na edição on-line da revista Eventos Corporativos >>>

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Equipamento de sonorização: todo cuidado é pouco

equipamentos sonorizacao eventos
Foto tomada do blog estadao.com.br
Um simples microfone ligado na hora errada provocou uma das maiores gafes da diplomacia dos últimos anos. Em novembro de 2011, durante a reunião do G20, sem saber que o áudio já estava sendo transmitido para os receptores de tradução entregues aos jornalistas, os presidentes Obama (EUA) e Sarkozy (França) mantiveram uma conversa no mínimo indelicada sobre o primeiro ministro do Israel: "Não suporto o Netanyahu, ele é um mentiroso", disse Sarkozy. "Você está farto dele? Imagina eu, que tenho que tratar con ele todos os dias", respondeu Obama. A conversa aconteceu numa sala fechada, minutos antes de uma coletiva de imprensa.

domingo, 25 de dezembro de 2011

No final tudo dá certo? Nem sempre!

lei murphy no final tudo da certo
Lei de Murphy - Se alguma coisa pode dar errado, dará.
Desenho tomado do site www.fotocomedia.com.
Não poucas vezes escutamos falar, ao produzir um evento, aquela frase maldita que me provoca arrepios: "não se preocupem, no final vai dar tudo certo".

Essa frase, quando é dita por um cliente, mostra confiança e otimismo, mas quando é pronunciada por um profissional de eventos, resulta, além de uma irresponsabilidade, um alerta de que estamos a apenas um passo de alguma coisa terminar dando errado.

O problema é que nem sempre essa frase é verdade. Aliás, quase nunca é verdade! Parece até que nos persegue a famosa Lei de Murphy: "se alguma coisa pode dar errado, com certeza dará". Por isso, em se tratando de eventos, se algum detalhe "pode dar errado", nunca deixe que "a sorte" tome conta dele, pois vai terminar dando errado mesmo!

E em eventos, como todos sabemos, um simples detalhe que não deu certo pode terminar destruindo o sonho maravilhoso de um cliente, e arruinando todo o trabalho realizado por várias pessoas durante muitas e muitas jornadas.

Por isso, para você que é cliente ou profissional de eventos, vai aqui o meu conselho: quando esteja sendo produzido um evento e alguém lhe sugerir para não se preocupar, faça exatamente o contrário, faça, por assim dizer, o "reverso".

Veja neste blog alguns casos que não deram certo, na página "No final da tudo certo?" >>>

sábado, 24 de dezembro de 2011

O perfil do profissional de Eventos (I)

resiliencia perfil profissional eventos
Foto tomada do site www.beercards.com.br
Quando me perguntam sobre a principal competência que, em minha opinião, definiria o perfil ideal de um profissional de eventos, não penso duas vezes para responder: “resiliência”.

O termo “resiliência”, cada vez mais em moda no mundo dos recursos humanos, provém da física, e na sua origem serviria para identificar a capacidade dos materiais de suportar grandes impactos de temperatura e pressão, sofrendo deformações, mas conseguindo aos poucos se recuperar e voltar à sua forma anterior.

E é precisamente isso, um elevado nível de resiliência, o que faz na prática com que um bom profissional se destaque no cada vez mais competitivo mercado de produção de eventos.

Submetido a constantes e elevadas doses de pressão e estresse, o profissional de eventos deverá agir sempre com uma extraordinária capacidade de resistir a situações adversas e imprevistas, e mesmo sendo física e emocionalmente afetado por estas situações, deverá saber se recuperar com relativa rapidez, sem perder a paciência e a serenidade.

Na física, quanto maior for a resiliência de um material, mais flexível e resistente ele é. De forma semelhante acontece com o profissional de eventos. E a resiliência não deverá se restringir apenas à capacidade do profissional de suportar um elevado nível de estresse, é preciso que ele saiba fazer uso das adversidades para melhorar ainda mais o seu desempenho profissional.


Entre as qualidades que mais se destacam em uma personalidade resiliênte encontram-se a capacidade de resolução de problemas, a autoconfiança, a inteligência emocional, o comprometimento, a proatividade, a facilidade de trabalhar em equipe, a empatia, o otimismo e a persistência.

Leia também: O perfil do Profissional de Eventos (II) >>>

domingo, 18 de dezembro de 2011

Sistema de votação interativa para uso em eventos

sistema votacao interativa
Keypad
Vem acontecendo um aumento significativo da utilização do sistema de votação interativa em congressos, convenções, seminários, simpósios, palestra, assembleias, reuniões, treinamentos, cursos de capacitação, eleições e outros tipos de eventos de grande, médio e pequeno porte.

Este moderno sistema, que teve seu uso pioneiro em programas televisivos de auditório, tem se transformado em uma opção eficaz para obter fead-back dos participantes em um evento, ao permitir a coleta de dados e opiniões de uma plateia em tempo real.

Partindo de uma dinâmica simples, baseada na utilização de pequenos keypads sem fio e um receptor do tamanho de um pendriver instalado a um computador, os dados coletados são processados e projetados imediatamente em forma de gráficos e relatórios analíticos.

As perguntas podem ser colocadas diretamente em uma apresentação em PowerPoint, permitindo que cada participante escolha entre as respostas sugeridas aquela que considere mais apropriada. As opções digitadas nos keypads são transmitidas para o computador que organiza, tabula e transforma a informação em gráficos e relatórios dentro do PowerPoint.

As respostas instantâneas geradas pelo sistema incentivam discussões mais abertas e francas, facilitam a comunicação interativa e permitem uma melhor compreensão dos temas tratados, ao tempo que evitam constrangimentos e elevam o nível do debate, tornando-o mais participativo, profissional e objetivo.

Equipamento necessário:
- Computador com PowerPoint;
- Receptor (01 recomendado para atender até 1000 keypads);
- Keypads (01 para cada participante);
- Projetor;
- Tela de projeção.

Outras informações:
- O sistema pode ser instalado em poucos minutos;
- É uma dinâmica simples de adaptar ao seu evento, sem impacto estrutural ou técnico;
- O design pequeno, leve e portátil facilita a transportação e valoriza o evento;
- Funciona via radio frequência (RF), garantindo mobilidade, velocidade e precisão;
- Seu raio de alcance chega até 100m, podendo ser ampliado com receptores específicos.

sábado, 17 de dezembro de 2011

Chefe de Cerimonial do Ministério da Saúde morre em São Paulo

cerimonial eventos Ministerio Saude
Miltinho com o Ministro Alexandre Padilha
(foto tomada do site www.180graus.com)

O Chefe do Cerimonial do Ministério da Saúde, Milton Vasconcelos Filho, o "Miltinho", morreu hoje em São Paulo vítima de um infarte fulminante. Miltinho acompanhava o ministro Alexandre Padilha na inauguração do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), no bairro Jardim Eleonor, Campinas, e faleceu no local.

Tive o privilégio de compartir com Miltinho a produção e realização de vários eventos do Ministério da Saúde, e a satisfação de poder contar sempre com  o apoio e a compreensão dele, que era conhecido pela sua experiência como cerimonialista, pelo seu profissionalismo e pelo seu caráter sempre alegre e atencioso.

Lamentamos profundamente a perda desse colega de profissão e transmitimos à família e aos amigos do Miltinho o nosso pesar e a nossa sincera solidariedade nessa hora de dolor.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Desejamos pronta recuperação para Juliana Amaral

Juliana Amaral FJ Producoes
Uma boa amiga e competente profissional do setor de eventos em Brasília, Juliana Amaral, foi submetida ontem a uma cirurgia delicada, mas ficamos sabendo que deu tudo certo. Aguardamos pela pronta recuperação de Juliana, que logo voltará a coordenar muitos e muitos eventos com a sua inusual sabedoria e elegância.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Campanha contra a falta de ética em eventos

Campanha ABEOC falta etica eventos
A ABEOC/SP - Associação Brasileira de Empresas de Eventos de São Paulo, lançou recentemente uma campanha contra a falta de ética no setor de eventos, promovendo um maior rigor na utilização de códigos de ética a favor do setor, das centenas de empresas e dos milhares de profissionais que atuam com responsabilidade e dignidade. O blog Gerenciando Eventos parabeniza essa feliz iniciativa. Veja maiores informações da campanha no site da Abeoc - www.abeoc.org.br